(Português) O protagonismo da Duosystem no setor de tecnologia em saúde

Comunicados de Prensa . 11 . agosto . 2020 . Escrito por: Marketing
(Português) Estamos em constante transformação e atentos ao que há de mais inovador, para proporcionar a melhor experiência de acesso e gestão em Saúde.

(Português) A utilização de recursos tecnológicos garante mais inteligência e agilidade nos processos relacionados à área da saúde. No momento de combate à pandemia de Covid-19, a Duosystem, empresa de tecnologia especializada em inteligência e inovação em saúde, atua continuamente no desenvolvimento de soluções inovadoras voltadas ao mercado. A gestão da saúde exige adaptação e transformação contínuas e é neste desafio, que a Duosystem possui ampla experiência estratégica e tecnológica, oferecendo soluções de tecnologia com qualidade e segurança.

Fundada em 2006, a companhia possui um portfólio completo de produtos pioneiros, focados na garantia de transparência e agilidade no atendimento aos usuários. As soluções Acessa+, Medica+, Regula+, além do +Gestão, +Mídia e +Saúde são compostas por recursos tecnológicos, que apresentam uma grande escala de assistência e atendimento.

A plataforma tecnológica da Duosystem, voltada ao processo de regulação (Regula+) permite às unidades de saúde, manterem contato em tempo real com médicos e técnicos das centrais de vagas, agilizando internações e a marcação de consultas e exames, por exemplo. O sistema possibilita o acompanhamento e a regulação de leitos, pré-hospitalar, urgências e ambulatorial, baseados na otimização dos recursos e em protocolos clínicos. As informações geradas no sistema garantem a produção de relatórios, que proporcionam ao gestor, a melhor tomada de decisão na distribuição dos recursos disponíveis.

Nossas soluções auxiliam os profissionais de saúde, no gerenciamento de todo o processo de regulação, garantindo mais eficiência, agilidade e transparência nos procedimentos. “Para se ter ideia, o apoio da TI permitiu a intermediação e o agendamento de 1,4 milhão de consultas,  exames e procedimentos, além de 77,7 mil regulações de urgência e mais de 95,6 mil internações ao longo do mês de julho de 2020 no estado de São Paulo”, afirma o presidente da empresa, João Paulo Baptista Campi.

Experiências exitosas também podem ser registradas em outros locais em que a Duosystem disponibiliza seus sistemas voltados à otimização do processo de regulação. “No estado do Mato Grosso do Sul, por exemplo, contabilizamos mais de 5,4 mil regulações de consultas, exames e procedimentos, 7,8 mil de urgência e 174 internações no mês de julho. No estado de Goiás, foram consolidadas mais de 6,6 mil regulações de urgência no mesmo período”, acrescenta João Paulo Baptista Campi.

Além disso, a Duosystem também atua diretamente em estratégias implantadas pelo Governo do Estado de São Paulo no combate à pandemia do novo coronavírus. No âmbito da regulação, foi implantado um plano de ação que determina entre outras práticas, a elaboração de um esquema especial de gestão de leitos hospitalares na rede pública de saúde. É neste momento que o sistema de regulação de vagas faz toda a diferença. A plataforma tecnológica da Duosystem, utilizada pela Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross), serviço que operacionaliza as ações de regulação da Secretaria da Saúde, garante maior controle na gestão e acesso às unidades.

Além disso, a Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo também adotou um novo modelo de atendimento para a prevenção do novo coronavírus nas farmácias de medicamentos especializados (alto custo), unidades estaduais que entregam remédios especializados à população. O “Remédio Agora”, desenvolvido através da tecnologia “Medica+” da Duosystem, está atuando diretamente no combate à pandemia. Através da ferramenta, o usuário pode programar a ida à farmácia e, com poucos “cliques”, selecionar os remédios que utiliza, marcando a data e horário viáveis para retirá-los. O advento tecnológico contribui efetivamente para o acompanhamento e melhor gestão das filas, evitando aglomerações, especialmente nesta fase. Desde sua implantação, no segundo semestre de 2019 até o momento, já foram contabilizadas mais de 85 mil adesões.

Adicionalmente, a Duosystem também desenvolveu a plataforma que o Governo do Estado de São Paulo utiliza para o cadastramento de voluntários interessados em participar dos testes clínicos de fase 3, em humanos, da vacina chinesa contra o novo coronavírus. Em menos de uma semana, o sistema registrou mais de um milhão de acessos. Todo o processo é anônimo, respeitando as questões ligadas à segurança da informação. Os ensaios clínicos serão realizados em cinco estados e no Distrito Federal. Por meio do portal http://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/vacina, é possível acessar a plataforma de triagem para saber se o candidato corresponde aos critérios de recrutamento.

Visando a modernização de suas soluções, a companhia também dispõe de uma plataforma inovadora de telemedicina e teletriagem, nomeada de “Acessa+”. O produto conta com algoritmo de apoio ao diagnóstico e conduta médica, possibilitando a emissão de orientações ao paciente, encaminhamento às unidades básicas de saúde e/ou especialidades de referência. Este algoritmo é parametrizável conforme os protocolos de boas práticas para os diferentes tipos de diagnósticos e especialidades médicas. Atualmente, a plataforma de teletriagem está configurada para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, com a identificação e classificação das síndromes gripais leves, moderadas e graves e em acordo com as boas práticas estabelecidas pela Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais.

A Duosystem está em constante transformação e atenta ao que há de mais inovador no mercado, para proporcionar a melhor experiência de acesso e gestão em Saúde. “É indiscutível que as inovações tecnológicas revolucionaram a área da Saúde e estão contribuindo diretamente na prestação de atendimento humanizado e de qualidade à população. Os recursos já são protagonistas no cenário atual, trazendo experiências importantes de saúde a quem mais necessita”, conclui João Paulo Baptista Campi.