Plataforma da Duosystem intermediará os agendamentos do “Corujão da radioterapia” na região de Bauru

Releases . 23 . julho . 2019 . Escrito por: Marketing
Iniciativa do Governo de SP visa zerar a demanda reprimida de pacientes com câncer que necessitam do tratamento radioterápico.

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo inicia no mês de julho, o “Corujão da radioterapia” na região de Bauru. Segundo o órgão, a iniciativa visa zerar a demanda reprimida de pacientes com câncer que necessitam do tratamento radioterápico e residem num dos 68 municípios abrangidos pelo DRS (Departamento Regional de Saúde) de Bauru. Mais de R$1,6 milhão serão destinados para esta finalidade.

Os tratamentos serão agendados por contato telefônico prioritariamente para os pacientes com demanda já cadastrada pelos municípios na Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde), serviço que operacionaliza as ações de regulação da Secretaria. Deverão ser realizados no período de 180 dias, prorrogáveis por igual período, a contar da data de formalização da parceria por meio de Termo de Adesão, convênio ou contrato.

A Duosystem, empresa especializada em tecnologia e informação em saúde, desenvolveu uma plataforma operacional tecnológica para a CROSS, que possibilita a intermediação de regulações de urgência, ambulatoriais e leitos. A solução da Duosystem também auxiliará nos agendamentos do “Corujão da radioterapia”, proporcionando controle, organização e monitoramento dos procedimentos.

“Para a Duosystem, a participação em um programa como o Corujão da radioterapia é muito importante para contribuir com iniciativas inovadoras e fortalecer a saúde pública em SP. A missão da companhia é oferecer tecnologias inteligentes e inovadoras para garantir a melhor experiência de acesso e gestão em saúde”, ressalta João Paulo Campi, presidente da Duosystem. Nossas soluções tecnológicas auxiliam diariamente os órgãos na melhor tomada de decisão e na distribuição de recursos disponíveis para promover assistência de qualidade à população”, conclui.

Ainda segundo informações da Secretaria, a iniciativa do programa é resultado da necessidade de ampliar o acesso oncológico na região, que tem como uma das principais referências o Hospital Estadual de Bauru, classificado como UNACON (Unidades de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia). A unidade abrange 98,2% das solicitações desse tipo de atendimento e, no momento, enfrenta a paralisação das obras de implantação de um novo acelerador linear, por parte do Ministério da Saúde.

A contratação dos serviços privados, filantrópicos e sem fins lucrativos visa atender uma demanda atual de 93 pacientes que precisam realizar sessões de radioterapia na região, abrangendo, por exemplo, casos de câncer de mama, próstata, cabeça e pescoço, sistema digestivo, entre outros.

Os pacientes serão atendidos em serviços habilitados em oncologia, que deverão seguir as diretrizes do SUS, com atendimento humanizado ao paciente e orientações à seus familiares quanto à assistência, condutas clínicas, procedimentos e estado de saúde. A seleção dos estabelecimentos será feita com base em critérios técnicos, mediante a apresentação de documentos que atestem a habilitação jurídica, regularidade fiscal e qualificação técnica.